Braga, Cidade de Encantos

Santuário de Bom Jesus do Monte

O Santuário do Bom Jesus do Monte, também conhecido como Santuário do Bom Jesus de Braga, localiza-se na freguesia de Tenões, na cidade, concelho e distrito de Braga, em Portugal. Fica situado nas proximidades do Santuário de Nossa Senhora do Sameiro.

Este santuário católico dedicado ao Senhor Bom Jesus constitui-se num conjunto arquitetónico-paisagístico integrado por uma igreja, uma escadaria onde se desenvolve a Via Sacra do Bom Jesus, uma área de mata (Parque do Bom Jesus), alguns hotéis e um elevador.

A sua peculiar disposição serviu de inspiração para outras construções, como por exemplo o Santuário de Nossa Senhora dos Remédios em Lamego e o Santuário do Bom Jesus de Matosinhos na cidade de Congonhas, em Minas Gerais, no Brasil.

A 1 de junho de 2016, foi anunciado que o Santuário do Bom Jesus integra a lista Indicativa de Portugal ao Património Mundial aprovada pela Comissão Nacional da UNESCO.

Acredita-se que a primitiva ocupação deste sítio remonte ao início do século XIV, quando alguém terá erguido uma cruz no alto do monte Espinho. No ano de 1373 já é mencionada uma ermida no local, sob a invocação da Santa Cruz.

O Santuário é muito conhecido pela sua imensidão de degraus, são 581 ao todo. Há até quem aproveite tantos degraus para fazer exercício físico.

É um Local de devoção e peregrinação das gentes da região, mas também um pouco de todo o país.

Dicas para visitar o Bom Jesus

  • Estacione o carro no parque de estacionamento privado do Santuário. Custa apenas 1€/dia e é difícil conseguir estacionamento na zona;
  • Leve calçado e roupa confortável se quer conhecer toda a zona do Santuário, pois ainda é uma grande caminhada;
  • Opte por fazer a visita em horas de pouco calor;
  • O Santuário tem parque de merendas, por isso, pode aproveitar para um bom picnic;
  • Se quiser, pode aproveitar para fazer um passeio de barco na lagoa da mata, ou até mesmo andar a cavalo pela zona.

Para mais informação sobre o santuário, podem visitar o site http://bomjesus.pt/.

Almoço em Braga

Por indicação do TripAdvisor fomos almoçar à Taberna Belga. Adorei o sitio.

Tem uma grande variedade de cervejas, e o prato da casa é a Francesinha. O molho era divinal, a carne era ótima, tudo na francesinha estava espetacular. O atendimento também é muito, muito bom. Apesar da fila de espera, como éramos apenas dois, conseguimos logo mesa para almoçar.

Só para perceberem a destreza do atendimento, durante a refeição tive um pequeno acidente: parti um copo e caíram vidros em cima de metade da minha francesinha. Imediatamente mandaram fazer mais metade, apesar de eu ter dito que não queria, porque já estava a “abarrotar”. Mesmo assim, após uns minutos, estava na mesa.

Foram supereficientes, e muito simpáticos. E claro, as cervejinhas fresquinhas também ajudaram, uma Leffe Brune e uma St Louis Premium Framboise.

O Centro Histórico

Já de de barriga (bastante) cheia, fomos visitar um pouco do centro histórico de Braga durante a tarde.

Braga é o centro da bastante antiga região do Minho, com mais de um milhão de habitantes. Em 2012 foi distinguida como Capital Europeia da Juventude, distinção concedida pelo Fórum Europeu da Juventude, tendo desenvolvido várias iniciativas de âmbito cultural, social, político e económico destinadas aos jovens.

É uma cidade com muita história. Possui uma história bimilenária, que se iniciou na Roma Antiga, quando foi fundada em 16 a.C., como Bracara Augusta, em homenagem ao imperador romano Augusto.

Braga tem um centro histórico lindíssimo, com muitos monumentos para ver, muitas igrejas, a cidade está muito ligada à religião. A melhor forma para conhecer Braga é dirigir-se ao posto de turismo, pedir um mapa e andar pela cidade a pé. Visitamos toda a zona do centro histórico que está no mapa sinalizada. O jardim de Santa Barbara, a Sé e o Arco da porta nova foram as coisas que mais me encantaram.

Sem dúvida um dos locais que mais aconselhamos a visitar. Saibam mais sobre braga em https://www.visitportugal.com/pt-pt/node/73738.

Nota: Por motivos que nos são completamente alheios, a ligação para o website oficial https://visitportugal.com/ não se encontra em funcionamento. Por isso, deixamos também um link para a Câmara Municipal de Braga, onde também poderão encontrar bastante informação útil sobre a cidade.

Dica Prática

Acho importante referir que, como fomos num dia de agosto, sofremos um pouco com o calor. Por isso, não aconselho tanto a fazerem nessa altura, porque a determinada altura perdemos interesse nalguns pontos por já não aguentar o calor. Valeu-nos um geladinho e muitas garrafas de água.

Paixão Analógica

Nesta visita, para além de fotografarmos com a Canon 550D e a Fuji X-T1, usámos ainda as máquinas analógica Pratika MTL 5 com filme Fujifilm C200 e Pentax Spotmatic com um filme Kodak T-Max 100 (P&B). Basicamente, a continuação do que iniciámos em Mondim de Basto 😉.

Abaixo podem ver a galeria apenas com as fotos analógicas.

Como sempre, sigam-nos nas redes sociais para mais imagens e conteúdos exclusivos. 😊



Deixe uma resposta